13 de janeiro de 2018

Novo canal ! Mulheres de 50 entrando no ar com a cara e a coragem

Mulheres de 50
Cheguei a um ponto da vida que preciso descobrir novos caminhos, novas fronteiras. Já fiz bastante coisa, mas chega uma hora que novos desafios tem que ser lançados.

Todos os dias ando pela rua e fico observando as pessoas. Visões curiosas preenchem meus olhos de todas as formas.

O que me impressiona, é que em um mesmo espaço circulam tantas histórias, tantas curiosidades, tantas bizarrices também.

Às vezes gosto de parar e ficar só observando. Olho para cada pessoa e tento imaginar o que deve estar passando pela sua cabeça.

Temos a tendência de achar que só nós temos problemas. A rua é um lugar interessante, acontece de tudo. Uma hora passam as meninas adolescentes, com aquele papo que não tem muito conteúdo mas que está totalmente focado nos "amassos" , nos flertes, nas ficadas, nas pegações, quer dizer... isso é o mais leve; passam casais de mãos dadas e passam casais brigando, passam mães com filhos pequenos e outras querendo esganar o filho adolescente, passam as secretárias do lar com sacolas e mais sacolas de mercado, passam as senhorinhas fazendo seu passeio matinal, passam os cães vira-latas e aqueles que estão doidos para livrarem-se de suas coleiras, passa o "marombeiro" com a camiseta "mamãe sou forte" querendo marcar alguns pontos com a mulherada, passa o eletricista, o porteiro, o estudante, o motorista, passa...passa...passa...

Imagino quantas histórias, quantos acontecimentos nossa... só a minha já daria o que falar.

Estou vivendo um momento de dúvidas, de que caminho percorrer, não porque não sei onde quero ir. Eu sei, o que eu não sei, é como ir.

Por incrível que pareça não sou uma mulher sem oportunidades, pelo contrário. Todos os dias uma chuva de oportunidades passa pela minha frente e aí é que mora o problema.

O que escolher ? para onde ir ? aí vem o tal do foco. É isso, a palavra em questão é o FOCO.

Uma coisa eu sei, resolvi mudar, virar a mesa, mudar O FOCO.

Há anos atrás eu resolvi "chutar o balde". Ir atrás do meu sonho, do meu objetivo e, com a cara e a coragem deixei tudo para trás e fui construir um outro caminho partindo do zero. Confesso que não cheguei ainda onde eu quero. Já caminhei bastante mas falta ainda uma longa estrada. Mas senti também, que para completar esse caminho é necessário buscar novas portas, novos projetos e foi isso que eu fiz.

Além dos meus blogs de notícias , agora tambem resolvi enveredar pelo caminho das vendas e do marketing, estou adorando. Eu gosto porque tudo é um novo desafio, é uma nova forma de eu testar meus limites e meu conhecimento. Além disso resolvi entrar de sola no mundo da tecnologia e criei um canal no YouTube para falar com as mulheres que são da minha idade.

É sério ! Eu já sou cinquentona, acredite ! Acho que vai dar certo. É um lugar onde vou ser eu, vou poder dizer o que eu penso.

Hoje o canal foi para o ar. Estou ainda aprendendo a manusear o YouTube, suas formas de divulgação, enfim,... é um mundo novo pra mim, vamos ver no que vai dar.

Se quiser, vai me seguindo para descobrir quais serão as cenas dos próximos capítulos.




1 de outubro de 2017

Obrigada por mais uma oportunidade !

São meia noite e doze, precisamente. Cheguei em casa tem uma hora e meia mais ou menos.

Cheguei de um evento, que para mim foi lindo, muito bacana, mas , mais uma vez, me pego pensando o que está havendo com o ser humano ?

Por que tanta falta de respeito e consideração ? Por que tanto egoísmo, tanta prepotência, tanta arrogância?

Por que estou falando isso ? Imagina um evento, super organizado, em que seus coordenadores fizeram tudo com muito sacrifício, perdendo tempo e dinheiro. Muitas vezes um dinheiro que nem poderiam, para realizar um evento premiando , homenageando pessoas. E nem homenageados, nem público aparecem.

Caramba ! O que se pensa nessas horas? Sou tomada por uma tristeza profunda que me faz voltar no tempo, nos remotos tempo onde respeito e consideração eram o carro chefe de qualquer boa educação.

A gente tenta descontrair, até brincar, trocar palavras para minimizar a situação, mas é muito difícil o que está ali, acontecendo, em tempo real...

Como se diz, segue o baile. O evento continua mesmo sem público, ou com o pouquíssimo público presente.

Eu fui uma das homenageadas e estava lá, presente, cumprindo meu papel, me doando em corpo e alma. Me senti extremamente feliz, não só pela homenagem material, mas pelo carinho com que fui recebida e tratada. A cordialidade e a simplicidade são coisas que me encantam.

Mas como existe uma regra certa, NADA É POR ACASO. Certamente tinha um motivo para eu ter estado ali, neste dia, nesta hora, com aquelas pessoas. De alguma forma eu fiz a diferença na vida delas, e elas na minha.


Obrigada meu Deus mais uma vez por colocar essas oportunidades no meu caminho. Muitas vezes difíceis de interpretar, mas que certamente terão importância crucial na minha história. 


9 de setembro de 2017

Fiz escolhas erradas no passado e paguei o preço por elas e agora ?

question mark
Engraçado, são 2:38 da madrugada de sábado, dia 9 de setembro. Estou caindo de sono, mas ao mesmo tempo estou um pouco ansiosa, sem querer ir dormir.

Aí me pergunto, ansiosa com o que afinal? Não sei, tem tanta coisa se passando pela minha cabeça.

Tantas dúvidas de que decisões tomar...

Cheguei a um ponto em minha vida que tenho que dar uma parada para respirar fundo e definir. É, definir sim, porque acho que são muitas loucuras que passam em minha mente de uma vez só.

Não era para eu estar assim, mas estou em uma fase de transição.

Fiz escolhas erradas no passado e paguei o preço por elas. Aliás, estou pagando.

Estou caminhando para definir o que fazer. Tenho meu trabalho e amo o que eu faço, mas será que fiz a escolha certa? Essa pergunta me faço todos os dias.

Mas confesso que estou em uma situação nada confortável. Dificuldades financeiras, problemas familiares, tá, tudo bem, o problema de 80% da humanidade....mas na verdade eu escolhi estar assim.

Louca ? Não. mas ontem eu consegui entender o que venho me perguntando a 52 anos.

Vou fazer 52 anos semana que vem, e eu ainda não tinha descoberto minha missão neste mundo.

Achava que era para levar a vida de uma pessoa "normal" rsrsrs. Mas não foi bem isso que aconteceu.

Passei por muita coisa e muitas loucuras. Muitas delas que vão ficar eternizadas em minha memória e ninguém jamais saberá. Outras eu contarei aqui com certeza.

Entendi inclusive porque resolvi fazer um blog e descobrir sua utilidade rsrs. Tipo aquele momento que estão você e o notebook, e mais ninguém, e que você se conecta com o mundo.

Hoje estou assim, conectada com o mundo. Minha concentração melhora quando pego uma garrafa de vinho e coloco ao meu lado. Me ajuda a pensar na vida.

Interessante, que quem tiver lido os posts anteriores a esse, vai ver que são completamente diferentes. Sim, eu estava tentando fazer uma coisa que eu estava meio condicionada, tipo noticiário, nada haver....

Afinal, isso é um blog pessoal, então estou falando comigo mesma. Será que alguém vai ler isso ? sei lá..

Quantas pessoas devem estar nesse momento fazendo a mesma coisa?

Ainda me pergunto se isso é coisa para jovens e adolescentes. Que nada, meu filho vai até rir, vai dizer que virei uma mãe moderninha.

Mas que mal tem  uma mãe de 52 anos fazer um blog ? Vai que alguem lê né...

Confesso que estou curtindo. Tenho muita vontade de escrever um livro, fazer vídeos, coisas que inspirem as pessoas. Não é tipo livro de auto-ajuda não, mas tentar inspirar as pessoas com as histórias que eu já vivi. Acho que as pessoas estão precisando disso. Inspiração na vida delas !

Estou muito a fim mesmo de começar a escrever livros. Fazer livros digitais na verdade. O famoso e-book. Não sei se alguém vai querer ler, mas tudo que tem dentro de mim está nas palavras, então, registrado em algum lugar, com certeza vai ficar.

Engraçado, não sei porque, mas ultimamente tenho tido essa vontade louca de escrever, escrever e escrever.. então, vou fazer o que meu coração e minha mente estão falando. Vou escrever, escrever e escrever. Ah e vou fazer um canal no Youtube também, porque tem coisas que são para serem escritas e outras faladas. 

Estou começando a bocejar, acho que já tá na hora. Amanhã eu conto mais...